Quando me sinto (ainda mais) bonita…

Quem me conhece sabe que não sou pessoa de baixa auto-estima. Seja com quilos a mais ou a menos, com ou sem maquilhagem, de vestido ou calças de ganga, e isso deve-se ao facto de gostar de mim – e ter quem goste e o diga diariamente também – contudo devo admitir que há dias que me acho mais bonita do que outros. Há dias em que olho ao espelho e gosto do que vejo e outros dias nem olho… Isto para dizer que no fim de semana de 23 de Junho me senti verdadeiramente bem comigo mesma, bonita, elegante e decidi partilhar com vocês.

Desde que fui mãe que deixei de usar os saltos que usava antes, não por ter deixado de gostar apenas porque acho mais prático usar sapato raso ou ténis (quem convive com a Bia também calcula o motivo 🤣🤣). Deixei de usar o cabelo solto com tanta frequência porque, lá está, acho mais prático prender o cabelo. Deixei, praticamente, de usar maquilhagem e aqui o motivo é apenas um: preguiça. Mas confesso que tinha saudades de me arranjar dos pés à cabeça e isto é parvo, mas porque raio deixei de o fazer?! A única coisa que nunca deixei de arranjar foram as unhas, unhas têm de estar sempre arranjadas mas foi-me desleixando no resto, sinceramente sem necessidade.

Só porque somos mães não temos de nos esquecer de nós. Só porque somos mães não temos de deixar de andar de salto alto, com lábio vermelho e cabelo arranjado. Só porque somos mães não deixamos de ser mulheres e por isso decidi escrever sobre isso porque de facto às vezes esqueço-me do quanto gosto de arranjar o cabelo, do quanto gosto de me maquilhar e de usar o meu salto alto. Não deixei de gostar de mim, mesmo estando acima do meu peso sinto-me bem comigo mesma, mas sentia falta de me olhar ao espelho e dizer “uau hoje estás uma gata 🤣” e isto é errado! Eu não deveria não fazer algo que realmente gosto.

Dia 23 de Junho foi o dia (vou marcar no calendário e tudo 😂). O dia em que acordei e decidi que ia ser tudo aquilo que eu tinha saudades. E assim foi. Senti-me esplendorosa (talvez vocês achem o oposto) e de facto percebi a importância que isso tem para mim, para a minha confiança… Pode parecer algo fútil, mas fútil é não pensar em nada (li algo do género algures). Isto não faz de mim uma pessoa melhor, mas deixa-me mais bonita e mais confiante e isso basta.

Make up 👉Ana Rodrigues

Cabelo 👉 Espaço Prestige

E por aí? Para vocês é ou não importante sair de casa pomposas?!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s